Artistas

 . RAFAEL ASSEF

 
Luisa Duarte
Mara Gama
Julia Rodrigues

Individual CCSP

Luisa Duarte (11/08/2010)

A princípio, parece somente fotografia de armas de fogo. Mas o que interessa ao artista não é arma, mas a rasura, de diferentes tipos, que pode ser vista em cada uma delas. Assim, criminosos procuram esconder a numeração de suas armas. O registro oficial é driblado. A tentativa é a de camuflar crime e criminoso. Se a arma não é a protagonista, a fotografia também tem a sua força esmaecida com a presença de pequenos textos sobre a imagem, nos quais é possível ler os dados que a policia colheu após o crime cometido com cada arma à nossa frente.
As iniciais de réu e vítima, e a indicação do dano causado, nos tiram do entorpecimento que uma certa “beleza” contida nas fotos pode gerar, fazendo-nos imaginar a sua “história”. Assef, a um só tempo, oferece o brilho que salta do aço de cada pistola e o dilui em favor da lembrança de uma narrativa crepuscular que recobre cada uma dessas imagens.